Vice-prefeito de Limoeiro do Norte terá recurso julgado e futuro político decidido

O TCU (Tribunal de Contas da União), agendou para esta terça-feira (30/04/2019), o julgamento do recurso do ex-prefeito de Limoeiro do Norte João Dilmar da Silva. O processo se refere a obras de infraestrutura hídrica com drenagem e pavimentação no bairro Santa Luzia, quando João Dilmar estava prefeito nos anos de 2005 a 2008 e de 2009 a 2012. Segundo o TCU não houve a prestação de contas como manda a lei.

O Valor da obra seria de  R$ 2.473.271,20 em recursos federais através do DNOCS em função do convênio PGE: 21/2006. Na decisão do Tribunal em março de 2016, os ministros condenaram o ex-prefeito Dilmar a devolver mais de R$ 1.000.000,00 (Hum milhão de reais), mais uma multa de 150 mil reais e ainda a inabilitação do Sr. João Dilmar da Silva para o exercício de cargo em comissão ou função de confiança no âmbito da Administração Pública, pelo prazo de seis anos; Caso o julgamento não seja adiado e se o TCU mantiver a decisão anterior Dilmar ficará inelegível não podendo ser mais candidato por 6 anos.

João Dilmar atualmente é o vice-prefeito de Limoeiro do Norte. Ao lado de Dr. José Maria Lucena ganhou a eleição em 2016 do então prefeito Paulo Duarte. O Julgamento está previsto para às 10:00 hrs da manhã na pauta de uma sessão extraordinária do TCU e não cabe mais recurso no Tribunal de Contas da União.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *