Conecte-se conosco

Ceará

Situação crítica em Morada Nova com número de internações: acompanhe mais dados da região jaguaribana

Publicado

em

 

A pandemia da Covid-19, infelizmente, não acabou. Mesmo com as reduções causadas pelo lockdown no número de internações, que desafogaram o sistema de saúde do Ceará, as medidas de prevenção continuam valendo. Chamou a atenção, porém, os números de uma cidade da região do Vale do Jaguaribe. Morada Nova concentra um altíssimo número de internações. Segundo dados divulgados pelo boletim epidemiológico da secretaria de Saúde do município, a terra da lagoa salina tinha, até terça-feira, 13, cerca de 62 pessoas internadas por Coronavírus. A situação é considerada grave. O município tem ainda 93 óbitos decorrentes da infecção, sendo ao menos 12 somente nos últimos dez dias. Quase todo o estado do Ceará está em nível de risco altíssimo de contaminação. Vejamos agora mais números da região:

RUSSAS, LIMOEIRO E ARACATI

A cidade de Russas tem, segundo dados do dia 13, 20 pessoas internadas, mas o que chama atenção são o número de óbitos: 132, 7 a mais do que na última notícia que publicamos a respeito, no dia 9 de abril.

Limoeiro do Norte também não passa por uma situação agradável. O número de internados disparou, como em Morada Nova. Cerca de 18 pessoas encontram-se hospitalizadas. A cidade passa por uma situação delicada, já que não dispõe de UPA 24h e aglomerações nas unidades de saúde do município.

Em Aracati, segundo boletim de ontem, dia 13, a cidade tem cerca de 90 óbitos, e outros mais de 800 casos confirmados -descontando os curados. A prefeitura do município não detalha em seu boletim, divulgado no site institucional, a quantidade de internados ou isolados em domicílio.

Via: IntegraSUS e prefeituras

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ceará

Em homenagem a Rita de Cássia, Alto Santo é denominada ‘Capital cearense do Forró’

Publicado

em

Por:

A Assembleia Legislativa do Ceará (Alece) aprovou, nesta quarta-feira (7), o projeto de lei 02/23, que reconhece o município de Alto Santo, na região do Vale do Jaguaribe, como a “Capital cearense do Forró”. O PL é uma homenagem à cantora Rita de Cássia, filha ilustre da cidade, que faleceu em 3 de janeiro deste ano. O projeto é de autoria do deputado Leonardo Pinheiro (PP).

“O forró está presente no cotidiano dos altosantenses, seja nas grandes festividades, nos bancos das praças, nas canções que embalaram gerações e grandes amores. Consideramos a terra de Utuva o celeiro de grandes forrozeiros e de grandes forrozeiras, como a cantora Mari Fernandez, tendo, sem dúvida, como o maior exemplo a grande compositora e cantora Rita de Cássia (in memoriam)”, argumentou.

Rita de Cássia nasceu em Alto Santo, em agosto de 1972, e foi reconhecida como uma das maiores artistas do Brasil. Ela tem mais de 500 composições. No dia 3 de janeiro de 2023, a cantora morreu aos 54 anos em decorrência de uma fibrose pulmonar. Suas músicas foram gravadas por bandas e artistas como Mastruz com Leite, Amelinha, Aviões do Forró e Frank Aguiar. Entre as músicas feitas por Rita estão “Meu Vaqueiro, Meu Peão”, “Saga de um Vaqueiro” e “Jeito de Amar”.

Continue Lendo

Ceará

Açude Castanhão não mandará água para Região Metropolitana pelo quarto ano seguido

Publicado

em

Por:

Maior reservatório da América Latina, o Castanhão não mandará água para a Região Metropolitana de Fortaleza, segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O fato ocorre pelo quarto ano seguido e o motivo é o bom volume acumulado nos açudes Pacoti, Pacajus Riachão e Gavião, que abastecem a RMF.

Atualmente, o Castanhão está com 31,88% de sua capacidade total, que é de 6,7 bilhões de metros cúbicos (m³). As águas do reservatório chegaram à estrutura de concreto do no fim de maio. Após enfrentar longo período de estiagem, foi a primeira vez que isso aconteceu nos últimos nove anos. A última vez foi em 2014.

Segundo dados do Ministério da Integração Nacional, o Castanhão é o maior reservatório público do país para múltiplos usos. Concluído em 2003, sua barragem fica localizada no município de Alto Santo e constitui importante reserva estratégica de água. É utilizado para irrigação, abastecimento urbano, piscicultura e regularização da vazão do Rio Jaguaribe.

Continue Lendo

Ceará

MPCE recomenda à Prefeitura de Camocim criação de novas estratégias para combater arboviroses

Publicado

em

Por:

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) expediu recomendação à Prefeitura de Camocim para a definição de novas estratégias de redução da transmissão das arboviroses. A medida tem como objetivo enfrentar, por meio de ações que impeçam a proliferação do mosquito Aedes aegypti, o contágio de doenças como dengue, zika e chikungunya.

Entre as providências recomendadas estão a fiscalização para eliminar criadouros frequentes das arboviroses, como borracharias; ferros-velhos; rodoviárias; logradouros públicos; escolas; shopping centers; hospitais; estabelecimentos de abrigo para pessoas idosas, com dependência química, ou órfãos; entre outros estabelecimentos e imóveis especiais.

O documento, assinado pelo promotor de Justiça Rodrigo Calzavara, titular da 1ª Promotoria de Camocim, alerta que no caso de não acatamento de tais recomendações, o Ministério Público poderá adotar, a depender da justificativa apresentada, as medidas legais necessárias a fim de assegurar a sua implementação, inclusive através do ajuizamento da ação civil pública cabível.

Continue Lendo

Ceará

Quadra chuvosa do Ceará termina em torno da média; confira dados

Publicado

em

Por:

Este 1º de junho é a data que encerra-se a quadra chuvosa no Ceará. A partir desta quinta-feira, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) não considera mais como período chuvoso no estado. Conforme o órgão, o ano de 2023 teve um inverno considerado dentro da média.

De fevereiro a maio choveu 643,3 milímetros. O número é maior que 2022, quando o Ceará registrou 600,7 milímetros no mesmo período, segundo dados da Funceme. O resultado é o mais satisfatória dos últimos três anos.

Os números já haviam sido previstos pela Funceme. No início de 2023, o órgão indicava 40% de probabilidade para chuvas em torno da normalidade; 40% de chance de ficar acima dela, enquanto apenas 20% abaixo.

Açudes do Ceará

Os dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) mostram que a quadra chuvosa do Ceará termina como 42 açudes sangrando. Em 2012, no último ano com maior volume, os reservatórios cearenses ficaram com 62,5% da capacidade total, mas apenas dois estavam vertendo. Atualmente, o estado registra 51% de sua reserva hídrica.

O aporte dos quatro maiores açudes do estado é positiva e a melhor dos últimos anos. O Castanhão, maior do Ceará, está com 31,85% da capacidade máxima. O Orós está com 67,34%. Por sua vez, o Banabuiú tem 41,84%. O quarto maior reservatório cearense é o Araras, localizado no município de Varjota, na Região Norte. Ele tem capacidade para armazenar até 859 milhões de metros cúbicos de água e chegou a 100% em abril.

Continue Lendo

Ceará

Preço da gasolina no Ceará deve subir R$ 0,08 a partir deste 1º de junho

Publicado

em

Por:

Duas semanas após a Petrobras anunciar uma mudança na estratégia dos combustíveis, que ocasionou em queda nos valores, o preço da gasolina no Ceará deve subir R$ 0,08 a partir deste de 1º de junho. No entanto, agora, com uma mudança no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

A cobrança ICMS sobre o preço da gasolina e do álcool anidro passará a ser unificada em todo o país. A unificação foi estabelecida pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) em convênio publicado no Diário Oficial da União (DOU) em março. O documento estabeleceu a cobrança “ad rem” do tributo, de R$ 1,4527 por litro de gasolina e etanol em todo o país, que teria feito a partir do dia 1º de julho. Em abril, o Confaz reajustou o valor para R$ 1,22 por litro e antecipou a cobrança para este 1º de junho.

Quanto será o novo ICMS da gasolina a partir de junho

Estado Valor atual do ICMS Valor do ICMS a partir de junho Diferença no preço do litro
Acre (AC) R$ 0,95 R$ 1,22 + R$ 0,27
Alagoas (AL) R$ 1,07 R$ 1,22 + R$ 0,15
Amapá (AP) R$ 0,85 R$ 1,22 + R$ 0,37
Amazonas (AM) R$ 1,09 R$ 1,22 + R$ 0,13
Bahia (BA) R$ 0,91 R$ 1,22 + R$ 0,31
Ceará (CE) R$ 1,14 R$ 1,22 + R$ 0,08
Distrito Federal (DF) R$ 1,02 R$ 1,22 + R$ 0,20
Espírito Santo (ES) R$ 0,90 R$ 1,22 + R$ 0,32
Goiás (GO) R$ 0,84 R$ 1,22 + R$ 0,38
Maranhão (MA) R$ 0,87 R$ 1,22 + R$ 0,35
Mato Grosso (MT) R$ 0,93 R$ 1,22 + R$ 0,29
Mato Grosso do Sul (MS) R$ 0,87 R$ 1,22 + R$ 0,35
Minas Gerais (MG) R$ 0,92 R$ 1,22 + R$ 0,30
Pará (PA) R$ 0,89 R$ 1,22 + R$ 0,33
Paraíba (PB) R$ 0,90 R$ 1,22 + R$ 0,32
Paraná (PR) R$ 1,01 R$ 1,22 + R$ 0,21
Pernambuco (PE) R$ 0,93 R$ 1,22 + R$ 0,29
Piauí (PI) R$ 1,23 R$ 1,22 – R$ 0,01
Rio de Janeiro (RJ) R$ 0,94 R$ 1,22 + R$ 0,28
Rio Grande do Norte (RN) R$ 1,01 R$ 1,22 + R$ 0,21
Rio Grande do Sul (RS) R$ 0,85 R$ 1,22 + R$ 0,37
Rondônia (RO) R$ 0,93 R$ 1,22 + R$ 0,29
Roraima (RR) R$ 1,05 R$ 1,22 + R$ 0,17
Santa Catarina (SC) R$ 0,94 R$ 1,22 + R$ 0,28
São Paulo (SP) R$ 0,89 R$ 1,22 + R$ 0,33
Sergipe (SE) R$ 0,95 R$ 1,22 + R$ 0,27
Tocantins (TO) R$ 0,95 R$ 1,22 + R$ 0,27

Continue Lendo

Ceará

Fim da Quadra Chuvosa deverá ser com poucas chuvas no Ceará

Publicado

em

Por:

O encerramento da Quadra Chuvosa de 2023 deverá ser de baixa possibilidade de chuva no Ceará, segundo previsão da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O estado está na reta final do período chuvoso, que dura de fevereiro a maio.

Conforme o órgão, para esta segunda-feira (29), a tendência é de céu variando de parcialmente nublado a sem nuvens com baixa possibilidade de chuva isolada na faixa litorânea ainda pela manhã e tarde. No Cariri, a possibilidade de chuva é no período da noite. Nas demais regiões, segue o predomínio de tempo firme ao longo do dia.

Para terça (30) e quarta-feira (31), a tendência é de que os maiores acumulados de chuva ocorram nos extremos do estado, isto é, sobre a faixa litorânea, Cariri e sul do Sertão Central e Inhamuns. As precipitações previstas são em virtude de efeitos locais, como o sistema de brisa, temperatura e umidade elevadas, e interação dos ventos com o relevo

Continue Lendo

Em Alta