Irmã de militar, idosa de 70 anos listada entre assessores nega ter trabalhado para Carlos Bolsonaro

Reportagem de Ana Luiza Albuquerque e Catia Seabra, na edição desta sexta-feira (26) da Folha de S.Paulo, revela que uma mulher de 70 anos, moradora da cidade de Magé (RJ), a 50 quilômetros da capital fluminense, figurava até janeiro na lista de assessores do vereador Carlos Bolsonaro (PSC), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Nadir Barbosa Goes, no entanto, disse à reportagem que nunca trabalhou para o filho de Bolsonaro.

 
PUBLICIDADE
 
Como oficial de gabinete, Nadir recebia uma remuneração de R$ 4.271 mensais. Ao receber ligação dos jornalistas, a idosa não quis responder quais atividades desempenhava e teria dito, ao final: “Fala com o vereador que eu não sei de nada”.

No início do ano, assim que o pai assumiu o Palácio do Planalto, Carlos fez uma limpeza em seu gabinete na Câmara. De janeiro a fevereiro, exonerou nove funcionários.

Nadir está entre eles. Ela é irmã do militar Edir Barbosa Goes, 71, assessor atual de Carlos Bolsonaro. A esposa dele, Neula de Carvalho Goes, 66, também foi exonerada pelo vereador logo após a posse do pai de Carlos na Presidência da República.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *