Cratera na BR 116 KM 171 representa grande risco de acidentes.

No período invernoso é comum que algumas estradas sofram erosão ou desgaste no asfalto, mas o que está acontecendo com a BR-116 é algo de muito preocupante. A quantidade de buracos na Rodovia Santos Dumont coloca em risco os milhares de usuários que utilizam esta rodovia federal desde o seu início em Fortaleza cortando todo o Ceará até a região do Cariri. A partir de Pacajus, onde termina a duplicação da BR-116, começam os pesadelos dos motoristas.

O que mais chamou a atenção da nossa reportagem, foi o tamanho da cratera que se abriu no Km 171, próximo a comunidade de Jardim de São José em Russas, quase na divisa com Limoeiro do Norte. A cratera que fica do lado direito no sentido interior/capital põe em risco todos que por ali trafegam. O perigo aumenta, porque a erosão no local já levou o acostamento, impedindo os carros de terem um espaço de escapar do buraco, sem o perigo de invadir a mão contrária da via.

Os buracos/crateras estão ao longo de toda a Rodovia Santos Dumont, e por toda a estrada se repete o perigo de não ter acostamento para manobras de urgência. É importantíssimo que as autoridades tomem as devidas providências para sanar esse problema que levam os motoristas a correrem sérios perigos. Negligenciar os reparos devidos na BR-116 é se tornar cúmplice dos acidentes que por ventura venham a acontecer nesses trechos mais precarizados. Veja o vídeo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *