Apreendido drone que sobrevoava penitenciária em MT e levava três celulares

Agentes penitenciários apreenderam na tarde de ontem um drone que sobrevoava a Penitenciária Regional Major Eldo de Sá Corrêa, um dos maiores presídios do estado de Mato Grosso, localizado na cidade de Rondonópolis. De acordo com a SESP (Secretaria do Estado de Segurança Pública), o dispositivo foi avistado por agentes que atuam nas torres de segurança e, nele, estavam acoplados três celulares e carregadores. VEJA TAMBÉM Morte de estudante no Lago Paranoá foi acidental, conclui polícia do DF Filho é preso suspeito de matar o pai após gozação por derrota no truco IML contradiz pai e indica que garota morreu esganada, e não enforcada A pasta afirma que foram buscas na área externa.

A pasta afirma que foram buscas na área externa da penitenciária foram realizadas, mas a pessoa que estaria controlando o drone não foi localizada. Foram apreendidos três celulares com o drone. A direção da penitenciária explica que, provavelmente, o drone lançaria os celulares em um dos pátios da carceragem. “A penitenciária recebeu reforço na segurança com a instalação de refletores, monitoramento por câmeras e canil externo”, diz a direção. Essa não foi a primeira vez que um drone tentou desembarcar celulares no presídio. Ainda de acordo com a SESP, em fevereiro, outro drone foi apreendido com seis celulares e dezenas de chips de diversas operadora.

O órgão afirma que, nesta ocasião, uma equipe de agentes penitenciários avistou dois homens na área externa da unidade prisional manobrando o dispositivo. “Aos serem avistados, os dois rapazes correram para uma mata, nos fundos da penitenciária, e embarcaram em um veículo, sendo alcançados logo depois”, relata a SESP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *