Padre Pitombeira, ícone da educação de Limoeiro do Norte, morre aos 93 anos

Morreu, na manhã desta segunda-feira (1), Francisco de Assis Pitombeira, o Padre Pitombeira, aos 93 anos. O religioso, natural da comunidade de Sapé, no município de Limoeiro do Norte, na região do Vale do Jaguaribe, foi diretor por mais de 50 anos do Colégio Diocesano e ex-diretor da Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos (FAFIDAM). Padre Pitombeira, considerado o maior ícone da educação de Limoeiro do Norte, estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na capital Fortaleza.

Resumo biográfico

1928 – Francisco de Assis Pitombeira nasce no Sítio Sapé, município de Limoeiro do Norte, Ceará, a 27 de dezembro. Pai: Francisco de Paula de Araújo Maia – Mãe: Apolônia Pitombeira Maia
1940 – Matricula-se no 3º ano primário do Educandário Padre Anchieta, em Limoeiro do Norte.
1941 – Ingressa no Seminário Menor de Fortaleza, em fevereiro.
1952 – Ordenação Sacerdotal, pela imposição das mãos de Dom Aureliano Matos, na Catedral de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, a 8 de dezembro.
1953 – É nomeado Vigário substituto do Padre Antônio das Graças Martins, em janeiro. Ingressa no magistério como professor auxiliar administrativo de Padre José Mauro Ramalho de Alarcon e Santiago, no Ginásio Diocesano.
1954 – Nomeado Diretor do Ginásio Diocesano Padre Anchieta por Dom Aureliano Matos, em janeiro.
1963 – Instala o Curso Científico no Colégio Diocesano.
1965 – Realiza, juntamente com José Nilson Osterne de Oliveira, a I Olimpíada Jaguaribana, a 5 de setembro.
1966 – Constrói com a comunidade a Quadra do Colégio Diocesano, onde se realiza a II Olimpíada Jaguaribana, a 1º de agosto.
1967 – Comanda a delegação estudantil limoeirense na III Olimpíada Jaguaribana, a 26 de setembro.
1968 – Participa da IV Olimpíada Jaguaribana, levando a delegação de Limoeiro para Jaguaribe, a 8 de novembro. Faz concurso público de Títulos e Provas para a cadeira de Latim, promovido pela Faculdade de Filosofia do Ceará, em fevereiro. É nomeado pelo Governador do Estado do Ceará para o cargo de Professor Universitário, na cadeira de Latim da FAFIDAM, a 19 de julho.
1969 – Amplia a Quadra do Colégio Diocesano, com o apoio de José Nilson Osterne e da comunidade, para a realização da V Olimpíada Jaguaribana, iniciadas a 11 de outubro.
1974 – Dirige pela última vez a delegação limoeirense nos Jogos Estudantis Jaguaribanos, sediados em Limoeiro.
1978 – Nomeado 2º Diretor da FAFIDAM.
1984 – Eleito pelo Colégio Eleitoral e nomeado, pelo Governador Gonzaga Mota, diretor da FAFIDAM, com mandato de quatro anos.
1992 – Convoca alunos, ex-alunos e professores para as comemorações do Cinqüentenário do Colégio Diocesano, em julho. Integra o Conselho Editorial de O PÃO, jornal literário editado em Fortaleza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.