De autoria do senador Eduardo Girão, CPI das facções deve ser instalada no Senado

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), disse, nesta terça-feira (5), que a Casa deverá anunciar algumas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) ainda nesta semana. Dentre elas, uma foi proposta pelo senador cearense Eduardo Girão (Podemos), que deve ter como alvo a atuação das facções criminosas e o tráfico de drogas.

Protocolada em abril pelo senador, a CPI foi proposta para investigar e apurar, entre outros pontos, a relação entre o aumento de homicídios de jovens e adolescentes no Brasil entre 2016 a 2020 e a atividade criminosa. Na ocasião, Girão afirmou que, em 2016, uma disputa entre facções criminosas gerou um número recorde de mortes violentas nos estados do Acre, do Amazonas, do Pará, do Ceará, de Pernambuco e do Rio Grande do Norte.

“Os requerimentos serão lidos em plenário por dever constitucional e questões procedimentais serão decididas. Porém, a ampla maioria dos líderes entende que a instalação de todas elas deve acontecer após o período eleitoral, permitindo-se a participação de todos os senadores e evitando-se a contaminação das investigações pelo processo eleitoral”, disse Pacheco no Twitter.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.