Dois assassinatos, roubos, violência doméstica e outros casos marcam domingo violento no Vale do Jaguaribe

O domingo (12) foi bastante movimentado no plantão policial do Vale do Jaguaribe. As autoridades registraram várias ocorrências policiais, dentre roubos, assassinatos, violência doméstica e outros casos.

Por volta das 7h30, a Polícia militar foi informada de um roubo a estabelecimento comercial na localidade de São João de Deus, zona rural de Russas. Uma equipe da Força Tática se deslocou até o local e confirmou a informação, onde dois indivíduos magros de estatura mediana, armados a revólver, chegaram em uma moto Titan de cor preta e realizaram o roubo a um mercadinho. Foram levados dois aparelhos celulares, um videogame PlayStation II e uma motocicleta CG 150cc FAN de cor vermelha e ano 2012, com placa OIB-5039. Após o roubo, a dupla fugiu.

Era por volta das 08h15, quando uma pessoa de Tabuleiro do Norte foi baleada e socorrida ao hospital de Limoeiro do Norte, porém, devido a gravidade, teve que ser transferida para Fortaleza. Segundo relato de populares, dois indivíduos em uma motocicleta teriam anunciado um assalto e baleado a vítima. Foram levados seu aparelho celular, carteira e motocicleta

No início da tarde, um homem foi morto a tiros na localidade de Cabeça Preta, em Limoeiro. A vítima, de nome Ozias, morreu após ser atingida com um disparo de arma de fogo na altura do tórax. No local do corrido, populares informaram aos policias, que o homem estava em uma bebedeira com o acusado, que seria apelidado por “Viola”, e discutiram. O suspeito se ausentou e ao retornar já veio com a arma em punho, na qual efetuou o disparo e fugiu do local.

Já em Morada Nova, no Campo de Aviação, um homem de nome Maxsuel foi morto com dois disparos a bala no peito. A polícia investiga os crimes. Até o momento, ninguém foi preso.

Cerca de 18h30, na zona rural de Russas, um homem estava espancando suas duas filhas menores de idade. Uma equipe da Polícia Militar se deslocou até o local e as partes foram conduzidas a Delegacia Regional da cidade. Após ouvir todos os envolvidos na ocorrência, o pai das menores foi autuado com base nos Art. 69º; Art. 129º § 13º c/c Art. 14º inc II, todos do Código Penal Brasileiro (CPB). Além disso, Art. 7º e 129º (Lei de violência doméstica e familiar contra a mulher). As vítimas, por serem menores de idade, tiveram o acompanhamento do conselho tutelar.

Em Quixeré, por volta das 21h15min, uma festa de grandes proporções foi encerrada. O clube estava com um alto número de pessoas e não estava sendo observado o distanciamento social, tampouco o uso de máscara pelos frequentadores. O responsável pelo evento foi conduzido a delegacia para formalização do procedimento de Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Ainda no domingo, no Sítio Retiro, zona rural de Russas, pessoas estava bebendo e entraram em desentendimento chegando as vias de fato, onde duas delas foram lesionadas a faca por um indivíduo que fugiu após o crime.

Na mesma noite, durante patrulhamento de rotina realizado por uma equipe da Polícia Militar na CE-377, no distrito de Lagoinha, em Quixeré, foi avistado um indivíduo em atitude suspeita transitando no meio da pista. A equipe abordou e realizou busca pessoal no homem. Os policiais encontraram na cintura do suspeito uma faca. Ele foi conduzido a delegacia, onde foi lavrado um TCO.

Russas ainda registrou mais um caso de violência no fim da noite. Conforme informações, um policial trafegava em sua motocicleta quando dois indivíduos, utilizando uma bicicleta, interceptaram o agente de segurança e anunciaram um assalto. A vítima reagiu e desferiu um disparo de arma de fogo, que atingiu um dos indivíduos na perna, enquanto segundo conseguiu fugir. Ao verificar a arma conduzida pelo acusado, foi verificado que se tratava de um simulacro muito idêntico a uma arma de fogo. Após a chegada da equipe médica, o PM Rocha Neto apresentou-se na delegacia, onde foi ouvido pela autoridade policial e foi liberado em seguida. Já o acusado foi levado ao hospital municipal, medicado e não corre risco de morte. Após alta hospitalar, o elemento foi preso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *