Prefeito de Russas proíbe manifestação no 7 de setembro e bolsonaristas protestam

Na contramão de outros prefeitos do Ceará e até mesmo do governador Camilo Santana (PT), que tem ampliado a flexibilização das medidas de controle da Covid-19, Sávio Gurgel (PDT), prefeito de Russas, publicou um novo decreto com restrição de atividades. O fato intriga os moradores, principalmente aqueles bolsonaristas que tinham o desejo de participar da manifestação marcada para o próximo dia 7 de setembro e, agora, estão proibidos.

O decreto, que já entrou em vigor e deverá seguir até o dia 8 deste mês — um dia após as manifestações, curiosamente — proíbe “festas e eventos de qualquer natureza, incluídos neste comemorações, caminhadas, passeatas, desfiles, carreatas, motociatas e demais eventos”. Além disso, se recomenda “para que as pessoas permaneçam em suas residências, saindo somente em casos de real necessidade”.

Ao elaborar e assinar tal decreto, o prefeito municipal mostra incoerência, tendo em vista que, além de seguir com vacinação bem adiantada e flexibilização em todo o Estado, retroceder, neste momento, é ir contra o atual cenário epidemiológico da cidade. Para se ter uma ideia, o município contabiliza, atualmente, apenas uma pessoa internada e três infectados cumprindo isolamento domiciliar. Ou seja, o quadro é muito favorável em Russas.

Outro fato a se observar são as aglomerações que o próprio Sávio Gurgel tem feito nos últimos dias. Dentre os eventos, ele esteve no 3⁰ Circuito Márcio Paz de MTB, inauguração de sala de odontologia na UBS do distrito do Peixe, festividade da Guarda Civil Municipal, dentre outros, sendo que todos com a presença de dezenas de pessoas.

Diferentemente do bom momento da pandemia na cidade, Russas vive um surto de dengue. Como foi noticiado pelo Jornal do Ceará, em matéria desta quinta-feira (2), o município, que tem cerca de 80 mil habitantes, conforme estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é a segunda cidade com mais confirmações de dengue em todo o território cearense, sendo 2.120 casos contabilizados pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) e levantados pelo JC. Russas faz frente a outras cidades maiores e com mais população, como Maranguape, na Região Metropolitana, com 931, e Sobral, no Norte cearense, com 919, terceira e quarta colocada no ranking, respectivamente. O munícipio fica atrás, apenas, da capital Fortaleza.

A taxa de incidência é a maior do Ceará, sendo 2687,6. O avanço da arbovirose, sim, é alarmante em Russas, diferente da Covid-19.

Algumas pessoas procuraram a equipe do Jornal do Ceará para questionar o decreto em vigor. Segundo a maioria protesta, a medida é para barrar as manifestações do dia 7 de setembro. Um grupo moradores organiza o evento, que foi marcado para iniciar às 16h, partindo da Lagoa da Caiçara.

Veja vídeo do convite abaixo:

Confira o novo decreto elaborado pelo prefeito Sávio Gurgel:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *