Ciro diz que volta para Paris “cem vezes” se tiver de escolher entre “bandidos”, sobre 2º turno em 2022

Em entrevista ao canal de Youtube do humorista Rafinha Bastos, o pré-candidato à presidência pelo PDT em 2022, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes reforçou as críticas que já vem sistematicamente fazendo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT. Ciro falou de seus projetos para o país, da política nacional e das perspectivas. A fala que mais chamou atenção, porém foi quando indagado sobre sua ida a França, em 2018.

Ao falar sobre as eleições daquele ano, quando ele era candidato a presidente, Ciro afirmou que iria “cem vezes a Paris” caso obrigassem ele a “votar em bandido”. “Eu não sou obrigado, sou um cidadão que escolhe o candidato pela melhor proposta que ele tem”, disse Ciro, em referência ao 2º turno das eleições. No último pleito, Ciro ficou em 3º lugar, com cerca de 12% dos votos; Haddad seguiu para a disputa com Bolsonaro. Confira o recorte com a fala de Ciro sobre FHC e Haddad:

Quanto a 2022, para Ciro, Lula está impondo “cinismo aos jovens”, com um ideal de que o Brasil precisa ser governado por “bandidos”. “O Brasil cresceu, durante meio século, 7% ao ano. O céu é o mesmo, o chão é o mesmo, o povo é o mesmo. Agora cresce zero. Dez anos sem crescer nada: seis com o PT, dois com o Temer, que o PT botou lá, e dois com o Bolsonaro. Isso é uma tragédia”. Ele ainda afirmou que propõe que os brasileiros comecem a denunciar a estratégia de Lula pela falta de projeto do petista.

Com informações do portal Estado de Minas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.