CPI da Covid: Ex-ministros da Saúde, atual representante da pasta e chefe da Anvisa são convocados por senadores

A CPI da Covid aprovou nesta quinta-feira, 29, a convocação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e dos ex-ministros da pasta no governo Jair Bolsonaro: Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello. Durante a sessão, os senadores também aprovaram a convocação do diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, Antônio Barra Torres. Pelo calendário, Mandetta e Teich serão ouvidos na terça-feira, 4; Pazuello, na quarta-feira, 5; e Queiroga e Barra Torres, na quinta-feira, 6. A agenda de convocações foi definida pelo relator da CPI, senador Renan Calheiros. Durante a sessão, o relator também anunciou o pedido de compartilhamento de informações da CPI das Fake News que tratam sobre a pandemia.

Houve discussão durante a sessão da comissão. Aliados do governo pressionaram para que outros requerimentos – todos de solicitação de dados – fossem aprovados pela CPI, e não só os incluídos na lista pelo relator. Após a suspensão da sessão, o relator acatou o pedido e leu uma leva de 94 requerimentos. Não foram incluídos na lista aqueles propostos por senadores governistas formulados por uma assessora do Palácio do Planalto. O depoimento de Eduardo Pazuello é um dos mais aguardados pelos integrantes da CPI. O general do Exército comandou o Ministério da Saúde entre maio de 2020 e março de 2021. A gestão de Pazuello foi marcada por recordes sucessivos no número de mortes por Covid. O ex-ministro deverá abordar temas como aquisição de vacinas; indicação de remédios sem eficácia comprovada contra a Covid; e o colapso na saúde de Manaus, no Amazonas, com a crise da falta de oxigênio.

Via: G1.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *