QUIXADÁ: vereador Cí denuncia descaso da prefeitura com licitação da merenda escolar

Há ao menos quatro meses, desde que a nova gestão municipal de Quixadá, liderada pelo médico cardiologista Ricardo Silveira, assumiu a máquina pública, nenhuma licitação de merenda escolar conseguiu ser realizada por completo. Algumas tentativas até foram feitas, mas os processos licitatórios foram anulados ou cancelados por vícios ou erros. A verdade é que a equipe que assumiu a comissão permanente de licitações da cidade não conseguiu desenvolver com clareza o edital, o que acarreta em uma situação insustentável: o município, por meio da secretaria de Educação, simplesmente não distribui os kits de alimentação que deveria as famílias mais necessitadas.

Desde o ano passado, com o advento da pandemia da Covid-19 e a suspensão das aulas presenciais, prefeituras de todo o país reverteram os editais licitatórios de merenda de forma a transformar os valores em kits com alimentação para serem distribuídas as famílias mais carentes de alunos da rede básica pública; em Quixadá não foi diferente. Na época, na gestão do ex-prefeito Ilário Marques, a secretaria de Educação, tutelada pela professora Lígia Leão, fez a licitação e iniciou as distribuições. No período eleitoral, inclusive, a campanha de Ricardo Silveira denunciou o ato como “compra de votos”, porém, sem embasamento e provas, a denuncia foi vazia. Esse ano, a gestão do médico não teve capacidade sequer de lançar edital que não fosse contestado. Com o cancelamento do último, a secretaria fica sem previsão de distribuição, e provavelmente os kits não vão chegar antes do meio do ano.

Para tentar amenizar a situação e passar uma imagem de tranquilidade, a secretaria de Desenvolvimento Social do município vai realizar a distribuição de algumas cestas básicas. O número, porém, não supre as necessidades. Segundo anunciado, cerca de 1.000 serão distribuídas. Para efeitos de comparação, na vizinha Quixeramobim, o prefeito Cirilo Pimenta havia anunciado a aquisição de 12.000 cestas pelas secretarias de Educação e Desenvolvimento Social -por lá a distribuição já começou. Oposição cobra uma resposta rápida do poder público na terra dos monólitos. O vereador Cí, considerado um dos mais combativos na Câmara, deixou sua denuncia à população quixadaense. O parlamentar sugere inclusive, a comissão de licitação, que “pegue carona” em outras cidades que já tem a papelada pronta -situação comum, na gestão pública: aderir a processos licitatórios de outros municípios, adequando às realidades e necessidades locais.

Abaixo, a declaração do vereador Cí

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.