RETOMADA DA ECONOMIA: acompanhe os detalhes do decreto

Veja agora os principais pontos do decreto do Governo do Estado do Ceará que pontuam a retomada gradual da economia após o Lockdown:

• O Ceará continuará em isolamento social, com toque de recolher todos os dias das 20h às 5h;

Comércio de ruas e serviços, como restaurantes*, funcionarão das 10h às 16h, com 25% de capacidade de atendimento;

Shoppings, incluindo praça de alimentação, funcionarão das 12h às 18h, com limitação de 25% da capacidade;

Construção civil deve iniciar as atividades a partir das 8h;

Isolamento social rígido, o lockdown, será mantido nos fins de semana, funcionando apenas as atividades essenciais;

• Passarão a ser liberadas gradualmente algumas atividades comerciais e de serviços com 25% da capacidade, seguindo rigorosamente todos os protocolos sanitários estabelecidos pelo decreto;

• Na educação, o ensino infantil, que estava liberado até os 3 anos, será ampliado, permitindo atividades presenciais para crianças de 4 e 5 anos, além do 1º e 2º ano do ensino fundamental, com 35% da capacidade;

Igrejas estarão autorizadas a receber no máximo 10% da sua capacidade, e segue valendo recomendação para que celebrações sejam virtuais;

• Algumas atividades continuarão ainda sem liberação para avaliação do comitê;

*Os restaurantes de hotéis, pousadas e congêneres poderão funcionar, de segunda a sexta, das 16h às 20h, bem como aos sábados e domingos, desde que exclusivamente para o atendimento de hóspedes, identificados física e individualmente, cabendo aos hotéis a responsabilidade pelo controle.

ATIVIDADES E SERVIÇOS SEM RESTRIÇÃO DE HORÁRIO

Serviços públicos essenciais;
Farmácias;
Supermercados/congêneres;
Indústria;
Postos de combustíveis;
Hospitais e demais unidades de saúde e de serviços odontológicos e veterinários de emergência;
Laboratórios de análises clínicas;
Segurança privada;
Imprensa, meios de comunicação e telecomunicação em geral;
Funerárias

O QUE AINDA NÃO PODE FUNCIONAR NO CEARÁ

Academias;
Espaços coletivos em condomínios;
Parques aquáticos;
Barracas de praia;
Cinemas;
Museus e teatros, públicos ou privados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *