Brasil chega aos 345 mil mortos: os últimos números da pandemia no país

Segundo o Consórcio de veículos de imprensa, o Brasil perdeu mais de 4.190 vidas nas últimas 24h em decorrência da pandemia da Covid-19. O número, porém, pode ser ainda maior! Isso porque, de acordo com dados consolidados pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde, Conass, o número de óbitos foi, na verdade, de 4.249, o que seria o recorde mais triste da história do país. O gigante sul-americano soma os mais de 13 milhões de infectados e 435 mil mortos, desde o início da pandemia, em 2020. Os números são alarmantes, ainda mais quando se olha a escalada da média móvel de óbitos e a lotação nas UTI’s, que estão sobrecarregando o sistema público, pelo SUS, e também o privado. Pesa ainda, no país, o fato de grande parte do mundo impedir que brasileiros adentrem suas terras, com receios das novas cepas e variantes brasileiras, que circulam descontroladamente. O Brasil se tornou um imenso laboratório a céu aberto e não há sinal de lockdown nacional, como recomendam cientistas. Já são 78 dias seguidos no Brasil com a média móvel de mortes acima da marca de mil; o país completa agora 23 dias com essa média acima dos 2 mil mortos por dia; e é o décimo terceiro dia com a média acima da marca de 2,5 mil.

VACINAÇÃO

O balanço da vacinação nacional lançado nessa quinta aponta que mais de 22 milhões de pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19, segundo dados divulgados até as 20h. O número representa 10,47% da população total brasileira. A segunda dose já foi aplicada em 6.357.779 pessoas (3% da população do país) em todos os estados e no Distrito Federal. No Ceará, mais de 1 milhão de pessoas já receberam alguma dose da vacina. O Estado já aplicou quase todo seu estoque de primeira dose. Segundo a Secretaria de Saúde, SESA, na semana passada o Ministério da Saúde enviou uma quantidade menor do que o ideal, apenas 5.115 doses , o que forçou o Estado a usar a reserva técnica. Entre os municípios que encerraram o estoque, está a Capital. Fortaleza encerrou na segunda-feira, 7, o estoque de vacinas disponíveis, imunizando 344.111 mil pessoas. Com o fim das vacinas disponíveis para primeira dose, o Município irá prosseguir apenas na realização da aplicação da 2ª dose. Na Região Metropolitana, Caucaia também zerou o estoque. Foram 34.513 mil pessoas vacinadas, entre profissionais da saúde, indígenas, quilombolas e idosos, que receberam o imunizante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *