Filhos de vereadora eleita e indiciada por participação em chacina de Ibaretama se tornam réus

A denúncia apresentada pelo Ministério Público do Ceará (MPCE), contra Francisco Victor Azevedo Lima e Kelvin Azevedo Lima, foi aceita pela 1ª Vara da Comarca de Quixadá. Os dois são suspeitos de prestar auxílio logísticos para o grupo criminosos responsável pela chacina de Ibaretama, que deixou sete mortos, entre eles uma criança.

O homem apontado como líder da facção responsável pela matança, Wandeson Delfino de Queiroz, conhecido como ‘Interior’, também se tornou réu. Com mandado de prisão em aberto, ele é considerado foragido pelas autoridades policiais.

Investigações da Polícia Civil, aponta além da disputa entre grupos faccionados, a motivação do crime também teria sido a intenção de acabar com roubos no reduto eleitoral da vereadora eleita Edivanda de Azevedo. Ela é mãe dos réus Kelvin e Victor e foi indiciada por envolvimento no crime. Além da vereadora e dos filhos, o irmão e o enteado da parlamentar também foram indiciados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *