Roberto Claúdio diz que operação da PF contra Hospital de Campanha é “interferência política do governo Bolsonaro”

Roberto Cláudio (PDT), prefeito de Fortaleza que finaliza o segundo mandato seguido, fez uma declaração nesta terça-feira (3), onde afirmou que a operação deflagrada pela Polícia Federal (PF) para apurar suposto desvio de recursos públicos na montagem do Hospital de Campanha do PV, é uma “clara tentativa de interferência política do governo Bolsonaro”, classificando como “factóide”. A força-tarefa da Polícia Federal cumpriu mandados e indica prejuízo de R$ 7 milhões aos cofres públicos durante as ações de combate ao novo coronavírus na Capital.

O chefe do executivo da capital disse ainda, em vídeo divulgado nas redes sociais, que a intenção é atrapalhar o curso da campanha eleitoral em Fortaleza. “Há a decisão de uma busca e apreensão datada de 9 de outubro. Esperaram quase um mês para chegar pertinho da eleição e fazer todo esse festival e produzir esse factoide para interferir no processos democrático aqui na cidade de Fortaleza”, pontuou o prefeito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.