Estado oferece R$ 7 mil por informações que levem a chefe de organização criminosa com atuação no Vale do Jaguaribe

O Governo do Ceará divulgou nove nomes de pessoas foragidas da Justiça cearense que foram incluídas no Programa Estadual de Recompensas. Os alvos possuem mandados de prisão em aberto e se encontram foragidos. Os valores para quem repassar informações relevantes sobre a localização deles variam de R$ 2.000,00 a R$ 8.000,00. Os nomes e os valores foram definidos pela Comissão Estadual do Programa de Recompensa. O canal para recebimento das denúncias continua sendo o número 181, o Disque-Denúncia da SSPDS. As informações prestadas pelo denunciante serão mantidas em absoluto sigilo.

O Programa de Recompensa do Ceará tem o objetivo de estimular o auxílio da população nas operações policiais e nas investigações criminais a cargo dos órgãos estaduais de segurança pública. Os valores podem variar entre R$ 1.000 e R$ 30.000 e serão definidos pela gravidade do crime, pela repercussão e reprovação social do crime, pela complexidade do crime e sua investigação, bem como pela dificuldade para elucidação do caso, de sua autoria ou da localização de suspeitos. O Programa Estadual de Recompensa foi instituído pela Lei Estadual nº 16.829/2019 e regulamentado pelo Decreto Estadual nº 32.929/2019.

Os valores disponíveis para o pagamento de informações sobre os nove foragidos estarão disponíveis até o dia 26 janeiro de 2021, quando vence o prazo final para recebimento de denúncias. Os nomes e os valores de cada um dos foragidos podem ser acessados no site Recompensas.

Vale do Jaguaribe

Um dos nomes na lista divulgada pelo Estado, está Gilderlan Soares Granja, de 28 anos. Ele é apontado como chefe de uma organização criminosa com atuação no Vale do Jaguaribe. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, Gilderlan possui cinco mandados de prisão em aberto e responde a seis a homicídios, sendo cinco consumados, além de roubo, estelionato, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e restrito. Ele é suspeito de ter envolvimento em homicídios e tráfico de drogas. A recompensa por informações que levem ao paradeiro do foragido é de R$ 7 mil reais.

Pagamento

Para receber o valor da recompensa, será observada a relevância da informação para a localização de pessoas que estejam com mandado de prisão pendente de cumprimento. Se a denúncia for determinante para o resultado que se pretende atingir, a comissão deliberará sobre o pagamento dos valores após análise do relatório feito pela autoridade policial encarregada da investigação. A premiação será dividida igualmente nos casos em que mais de uma informação for determinante para o desfecho da missão. Aquele que prestar informações falsas ou de má-fé responderá civil e criminalmente.

Critérios de participação

Qualquer pessoa poderá colaborar com o envio de denúncias, exceto os agentes de segurança pública e servidores administrativos dos órgãos que compõem a Comissão Estadual do Programa de Recompensa. A participação de parentes dos agentes de segurança pública e dos servidores também é vedada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *