Ceará tem quase oito mil pessoas usando tornozeleira eletrônica e mais de 22 mil presos, contabiliza secretaria estadual

O Ceará tem, atualmente 22.354 pessoas recolhidas nas unidades prisionais do estado, de acordo com dados da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP).

Este número reduziu em relação a anos anteriores. Com audiências presenciais e remotas, mutirões jurídicos, ampliação das alternativas penais e otimização do trabalho de monitoramento, o sistema prisional do Ceará conseguiu diminuir a população carcerária. Em janeiro de 2019, quando foi criada a nova Secretaria da Administração Penitenciária, o estado tinha 29.985 presos.

Em relação a pessoas com liberdade vigiada, atualmente, no Ceará, 7.929 utilizam a tornozeleira eletrônica.

A SAP analisa que a lentidão da espera dos processos também era um entrave para a quantidade de pessoas encarceradas no Ceará, mas a realização de mutirões jurídicos em uma parceria inédita com a Defensoria Pública ajudou a reduzir os números. Nos mutirões, vários processos foram resolvidos, audiências de custódias realizadas e só permanecem no cárcere quem realmente precisa ficar recolhido. Foram 30.567 mil análises processuais de internos realizadas desde janeiro de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *