Ricardo Silveira distribui escova de dentes a pessoas carentes em Quixadá, nesse sábado (25), diz jovem que fotografou o momento

O cardiologista Ricardo Silveira apareceu nas redes sociais de um jovem identificado por Virgílio Saraiva no distrito de Custódio distribuindo escova de dentes a pessoas carentes na comunidade de Tamanduá.

A postagem de Virgílio Saraiva sobre o assunto, em seu perfil no Facebook, foi feita no sábado (25). No texto, o jovem diz que “Doações de escovas de dentes no distrito de Tamanduá, na terra do sol, Quixadá CE com meu querido amigo Dr Ricardo Silveira.”

Neste ano, haverá eleições e o período já pode ser considerado de pré-campanha. O médico é pré-candidato a prefeito de Quixadá e a atitude pode configurar compra de voto, que é considerado crime pela Legislação Eleitoral, com a previsão de várias penalidades.

A captação ilícita de votos, sobretudo se aproveitando de pessoas carentes, é uma prática da velha política e que é punida com a cassação do registro ou do diploma do candidato e multa, de acordo com o artigo 41-A da Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997) e, a inelegibilidade por oito anos, segundo a alínea ‘j’ de dispositivo do artigo 1º da Lei Complementar nº 64/90 (Lei de Inelegibilidades).

O fato foi um dos assuntos mais comentados da redes sociais de Quixadá durante a noite do sábado, depois que um site de notícias local fez matéria sobre a atitude de Ricardo Silveira, que pousou tranquilamente para a foto.

Na sexta-feira (24), Ricardo Silveira já havia participado de um evento em que foi distribuído alimentos para pessoas carentes, no Residencial Rachel de Queiroz. Desafiando o Ministério Público Eleitoral (MPE), o pré-candidato faz questão de registrar as “boas ações”. Além de fotos, circularam vídeos em diversos grupos de Whatsapp mostrando a distribuição de mini cestas básicas.

Até o momento, Ricardo Silveira não se pronunciou sobre o assunto nem utilizando sua página no Facebook e nem os meios de comunicação de sua família. Nós próximos dias, ele deverá fazer a sua defesa sobre o ocorrido.

Já nas redes sociais, os quixadaenses criticaram a atitude do médico de se aproveitar dos mais pobres, sobretudo em um momento como o da pandemia do novo coronavírus, em que as pessoas se unem para ajudar umas as outras sem tirar nenhum tipo de proveito. “Não sei que grande interesse tem essas pessoas pelo poder fazem coisas que não são normais a condutas deles para usar as pessoas a beneficio próprio”, disse um internauta sobre o fato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *